Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011

Roma Antiga

Apresentação utilizada em sala para a aula sobre Roma Antiga.

A primavera árabe se espalha

Imagem
Fonte: Carta Maior
a extensão dos mares Mediterrâneo e Vermelho, englobando a península arábica para atravessar o golfo Pérsico até os limites da Ásia, no Irã, mais de 300 milhões de pessoas vivem em uma região sob ameaça de convulsão social decorrente de eventos que podem representar a maior redistribuição de forças no tabuleiro geopolítico global desde o fim do comunismo no Leste Europeu. A expressão barril de pólvora nunca fez tanto sentido. O artigo é de Wilson Sobrinho.

Egípcios voltam à Praça Tahrir, tiros são disparados

Imagem
Por Marwa Awad e Dina Zayed em Reuters Brasil CAIRO (Reuters) - O governo militar de transição do Egito ordenou aos manifestantes que deixem a Praça Tahrir, símbolo da revolta que derrubou Hosni Mubarak, no mesmo dia em que o gabinete se reúne com a prioridade de restabelecer a lei e a ordem e reativar a economia. Mas a população continuava fluindo para o local e tiros foram ouvidos próximo do Ministério do Interior, onde a polícia fazia manifestação por melhores salários. "O exército é a medula do Egito. Sua solução não é nos retirar da praça", disse um manifestante nos alto-falantes à medida que o Exército adentrava empurrando e até mesmo golpeando com cassetetes em alguns casos. "Eles devem atender nossas demandas."

Caiu Mubarak!

Imagem
Multidão nas ruas comemora renuncia de Mubarak
da Redação Carta Capital em 11 de fevereiro de 2011 às 14:20h
Por todo o Egito o povo ocupa as ruas e comemora a renúncia de Hosni Mubarak. O ditador, no poder há 30 anos no Egito, deixou a capital Cairo com sua família rumo a sua residência de campo em Sharm el Seij.

O vice-presidente Omar Suleiman falou na televisão estatal egípcia e fez um breve comunicado: “o presidente Hosni Mubarak passou seus poderes às forças armadas do país.”

Segundo estimativas, 14 milhões de pessoas foram às ruas após a recusa de Mubarak em renunciar, em discurso realizado na última quinta-feira 10.

Atualização do Porta-Arquivos

Para quem estava procurando as aulas de agora, inicio de 2011, já estão no porta-arquivo. Estou reorganziando - mais uma vez - em pastas. Espero que melhore para acessar os conteúdos. té mais.

Declina a influência do Ocidente

Imagem
No mundo árabe, os Estados Unidos e seus aliados apoiaram com regularidade radicais islâmicos, às vezes para prevenir a ameaça de um nacionalismo secular. Um exemplo conhecido é a Arábia Saudita, centro ideológico do Islã radical (e do terrorismo islâmico). Outro em uma longa lista é Zia ul-Haq, favorito do ex-presidente Ronald Reagan e o mais brutal dos ditadores paquistaneses, que implementou um programa de islamização radical (com financiamento saudita). O artigo é de Noam Chomsky.

Noam Chomsky – La Jornada
Fonte: CartaMaior

O mundo árabe está em chamas, informou a Al Jazeera no dia 27 de janeiro, enquanto os aliados de Washington perdem rapidamente influência em toda a região. A onda de choque foi posta em movimento pelo dramático levante na Tunísia que derrubou um ditador apoiado pelo Ocidente, com reverberações, sobretudo no Egito, onde os manifestantes enfrentaram a polícia de um ditador brutal. Alguns observadores compararam os acontecimentos com a queda dos domínios russos em…

Sicko: Michael Moore outra vez Michael Moore

Imagem
Do site Omelete
Dica de A. Linares do blog AtivandoNeurônios
Panfletário, maniqueísta, manipulador... a lista de adjetivos negativos que podemos atribuir a documentarista Michael Moore é extensa. Mas não dá pra negar que o homem consegue alcançar o que se propõe, que é criar discussões acaloradas sobre temas polêmicos.Seu novo trabalho, Sicko - SOS Saúde (Sicko, 2007) é exatamente igual aos outros. Se em Roger e Eu (1989) ele mostrou como a General Motors destruiu sua cidade natal, em Tiros em Columbine criticou a cultura das armas dos EUA e em Fahrenheit 11 de setembro combateu uma guerra iniciada sem razão, aqui aponta suas câmeras a um dos maiores problemas não só dos Estados Unidos como do mundo, o

Manifestantes se reúnem no Cairo para megaprotesto contra Mubarak

Imagem
do site OperaMundi

Centenas de milhares de pessoas se concentram na Praça Tahrir, no centro do Cairo, para participar de mais uma passeata pela saída do presidente egípcio, Hosni Mubarak. Por volta das 7h - antes do fim do toque de recolher em vigor das 15h até as 8h - já havia cerca de três mil pessoas no centro da capital. Para tentar conter os protestos e seu impacto, o governo voltou a cortar a internet.