Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

Idade Média Oriental

Mais uma aula online... é só baixar (ou ver por aqui mesmo)


Inventos da Antiguidade: Armas de Fogo

Imagem
Comentei em muitas salas de aulas a existência de diversas tecnologias existirem a muito mais tempo do que imaginamos. O canal History produz uma série “Armas da Antiguidade” que trabalha com essas invenções, como teriam sido construídas e utilizadas. Envoltos nessas invenções os eventos e fatos vão sendo inseridos.

Procurando pelo YouTube podemos encontrar muito material.



Revista CartaCapital no seu Celular/Tablet

Imagem
A turma da revista CartaCapital disponibilizou um app bem legal para ter acesso a revista tanto pelo iPad quando pelos Androids. Vale a pena baixar!


Para baixar:
iPad ou Androids.

Sociedade da Neve

Imagem
do site da revista IstoÉ
O relato inédito dos sobreviventes dos andes Quatro décadas depois, e pela primeira vez, os 16 uruguaios que saíram vivos de um acidente aéreo contam como enfrentaram 72 dias na neve - e lembram o desespero e a dor de se verem obrigados a praticar o canibalismoNatália Rangel

VOLTA À VIDA
Cena do resgate dos 16 jovens em dezembro de 1972, nos Andes

O recém-lançado livro “A Sociedade da Neve” (Companhia das Letras), do escritor uruguaio Pablo Vierci, reúne os relatos inéditos e pessoais dos 16 sobreviventes da queda de um avião da Força Aérea do Uruguai, em 1972, numa remota região dos Andes. Estavam a bordo 45 pessoas que viajavam de Montevidéu para Santiago, no Chile, entre elas um time de jogadores de rúgbi. Havia cinco tripulantes. A aeronave chocou-se com os Andes e caiu. Dezesseis pessoas morreram na hora e, dos 29 sobreviventes, 13 foram morrendo ao longo dos 72 dias em que ficaram isolados na montanha. O grupo que conseguiu manter-se vivo o f…

Grécia Antiga

Egito e Mesopotamia

Entrudo: Folia colonial

Imagem
Fonte: Revista de História por Alexandre Belmonte
Umas das primeiras festas populares do país, o entrudo passava longe de festejos 'caretas' do século XIX Quem pensa que as folias populares no século XIX eram “caretas” nunca ouviu falar do entrudo. Trazido pelos portugueses, era uma brincadeira muito comum tanto nos salões como nas ruas, ultrapassando os limites da Corte do Rio de Janeiro e tornando-se frequente em vários cantos do país.

No carnaval, foliões divertiam-se atirando ou espremendo uns contra os outros limões de cera cheios de água de cheiro. Nem mesmo Sua Majestade Imperial D. Pedro II ficava de fora da brincadeira, conforme relato da sua entusiasmada participação num entrudo familiar, em 1882, pelo jornal Gazetinha.


Além das brincadeiras de salão, havia o entrudo popular, recheado de brincadeiras e “molhadeiras” que sempre suscitavam protestos e reclamações nos jornais. Adaptações dos limões de cheiro eram comercializadas ou arranjadas pelas ruas. A…