Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

[Minha opinião] Desrespeito e despreparo! (mais uma vez... mais uma...)

Imagem
Ao final do jogo da semifinal neste domingo entre Mixto e Cuiabá um sentimento de revolta e angustia me tomou.

Não, não foi a derrota do Mixto.

Ao final do primeiro tempo, quando o juiz se dirigia ao seu vestiário e tomou o corredor que dá acesso ao mesmo (cercado por grades de cima em baixo) os torcedores correram até a grade para reclamar dos seus prováveis erros.

A ROTAM, armada de escudos, armas tipo 12 – responsável pera segurança – cometeu um ato de irresponsabilidade e despreparo: Lançou sobre os torcedores “gás pimenta”! Um grupo de no máximo 7 ou 10 pessoas!

Justificativa: Alguém jogou um copo de agua no escudo! Pasmem!

Para quem não sabe, a parte de baixo do Dutrinha, uma espécie de geral, é ocupada por famílias e suas crianças!

As torcidas organizadas ocupam a arquibancada superior!

Lá embaixo, na geral, é a gurizadinha assistindo e brincando enquanto o jogo acontece.
O gás pimenta jogado pela ROTAM atingiu uma série de crianças, entre elas um bebe de oito meses e meu filh…

A cobertura da lâmpada queimada

Imagem
Por Paulo Talarico em 10/04/2012 na edição 689 - do site Observatório da Imprensa


A busca pelo imediatismo e de fechar diversas edições diárias em vários veículos faz muitas vezes com que assuntos simples se tornem o tema central. Ao mesmo tempo, a ausência do poder público faz a imprensa cumprir este papel, mais do que o necessário. Veja o seguinte exemplo.

Uma lâmpada se queimou. Desde a noite, a luminária de uma rua no bairro do Cardume estava apagada. A luz que vinha dela compreendia uma parte da rua e deixava escuro um curto espaço da via. Não era um local movimentado e nem perigoso, mas causava certo incômodo. A iluminação do resto da rua seguia intacta. Ao depararem com a lâmpada queimada, os moradores pensaram: “Quem devemos chamar para resolver o problema?” A companhia elétrica? Não, demorariam dias para chegar, fora a demora no atendimento telefônico. O corpo de bombeiros? Mas não havia ninguém para socorrer. Poderiam falar que o poste estava caindo, mas não havia sinal de …