O Rádio do Padre


Fonte: Revista de História

Ordenado padre aos 27 anos, o gaúcho Roberto Landell de Moura (1861-1928) entraria para a história mundial – ou quase isso.

Membro da Ordem dos Jesuítas e aficionado por ciência, o padre começou a fazer experiências que envolviam a transmissão de voz sem a utilização de fios.

Em 1900, o sacerdote fez uma demonstração de seu novo invento em São Paulo, transmitindo sua fala de um ponto na Avenida Paulista para o Alto de Santana, a oito quilômetros de distância. Em vez de receber os louros por sua façanha, o pobre homem foi atacado pela imprensa, chamado de impostor, bruxo e até de louco.

Desiludido, decidiu dedicar-se inteiramente ao sacerdócio, abandonando seus experimentos. O título de inventor do rádio acabaria indo para o italiano Guglielmo Marconi.

 

Postagens mais visitadas